A Proef privilegia o respeito pela segurança e proteção dos dados pessoais, ao procurar manter os seus candidatos devidamente informados, garantindo, assim, a igualdade e transparência dos seus processos de recrutamento e seleção.

Assim, e com a entrada em vigor do novo Regulamento Geral da Proteção de Dados da União Europeia (UE 2016/679) atualizamos a nossa Política de Privacidade relativamente à gestão de candidaturas e da gestão do processo de recrutamento e seleção.

A Proef aplica medidas técnicas e organizativas adequadas para assegurar um nível de segurança adequado ao risco por manter em arquivo os Dados Pessoais dos candidatos.
Todavia, se tiveres alguma dúvida relativamente a esta política podes contactar-nos através do seguinte endereço de correio eletrónico: protecaodedados@proef.com
 
 
1. Identificação da empresa
 
1.1. Esta Política de Privacidade é gerida pela Proef, com sede Rua das Condominhas, nº 15, 4150-222 Porto
 
1.2. O envio de candidaturas por plataforma eletrónica, correio eletrónico ou correio postal, bem como a entrega nas instalações da Proef pressupõem a concordância dos candidatos relativamente à Política de Privacidade da Proef.
 
 
2. Fundamento para o tratamento dos dados pessoais dos candidatos
 
2.1. O artigo 6.º, n.º 1, alínea f), do Regulamento Geral da Proteção de Dados da União Europeia (UE 2016/679) dispõe que podemos proceder ao tratamento dos seus dados caso seja "necessário para efeito dos interesses legítimos prosseguidos ou por terceiros, exceto se prevalecerem os interesses ou direitos e liberdades fundamentais do titular que exijam a proteção dos dados pessoais.” Ora, consideramos ser razoável esperar que, se está à procura de emprego, entregou o seu curriculum vitae e/ou apresentou uma candidatura espontânea, nas instalações ou nas plataformas eletrónicas da Proef, ou publicou o seu currículo profissional numa página de emprego ou site de estabelecimento de contactos profissionais, não se importa que recolhamos os seus dados pessoais e, de outro modo, avaliemos as suas competências em relação ao nosso banco de vagas. 

2.2. Temos as nossas próprias obrigações nos termos da legislação, cujo cumprimento é um interesse legítimo nosso. Se considerarmos de boa-fé que é necessário, poderemos partilhar os seus dados para efeitos de deteção de criminalidade, cobrança de impostos ou litígio antecipado.
 
3. Recolha e tratamento de dados pessoais dos candidatos
 
3.1. A fim de proporcionar as melhores oportunidades de emprego possíveis adaptadas a si, precisamos de proceder ao tratamento de determinadas informações sobre si. Apenas pedimos informações que irão genuinamente ajudar-nos a ajudá-lo, tais como o seu nome, idade, dados de contacto, informações sobre educação, histórico de emprego, informação financeira (nos casos em que tenhamos de realizar verificações do contexto financeiro) e número de segurança social (e, obviamente, poderá optar por partilhar connosco outras informações relevantes). Dependendo das circunstâncias relevantes e das leis aplicáveis, poderemos recolher a totalidade ou parte das informações listadas a seguir para nos permitir oferecer-lhe oportunidades de emprego adaptadas às suas circunstâncias e interesses:
- Nome completo;
- Dados de contacto (morada, número de telefone/telemóvel, endereço eletrónico);
- Data de nascimento;
- Número e dados da carta de condução;
- Habilitações académicas e de formação profissional;
- Experiência e competências profissionais;
- Credenciais, certificados ou licenças profissionais;
- Filiação em organizações profissionais;
- Quaisquer outras informações contidas no currículo;
- Situação de cidadania e autorização de trabalho;
- Dados relacionados com a saúde ou com deficiências;
- Informações provenientes e relacionadas com perfis de acesso público que tenha criado em plataformas de redes sociais relacionadas com emprego e portais de emprego (tais como o LinkedIn, Facebook, Sapo Emprego, Indeed ou outras plataformas eletrónicas de recrutamento);
- Informação recolhida por controlo de referências profissionais;
- Interesses e preferências em termos de gestão de carreira;
- Cadastro de colaborador.

Adicionalmente, a Proef poderá solicitar tipos de dados pessoais considerados "sensíveis”, tais como:
- Número de identificação nacional ou fiscal;
- Número da segurança social;
- Dados financeiros ou de contas bancárias;
- Informações relacionadas com situação tributária/fiscal;
- Informação contida no registo criminal.

No decorrer do processo, poderão ser tratados outros dados necessários para a avaliação do candidato.
 
3.2. O destinatário ou categoria de destinatário dos seus Dados Pessoais é o departamento de Recursos Humanos da Proef
 
 
4. Finalidade do tratamento de dados pessoais dos candidatos
 
A finalidade do tratamento dos Dados Pessoais facultados pelos candidatos é permitir a execução do processo de candidatura, recrutamento e seleção para a função ou área a que se candidatam.
Caso se trate de uma candidatura espontânea, o curriculum vitae ficara em análise para todas as oportunidades em aberto no futuro dentro das empresas do grupo Proef.
 
 
5. Os seus direitos
 
Para exercer o seu direito de acesso, retificação, apagamento, esquecimento ou bloqueio dos seus dados pessoais pode enviar uma comunicação escrita para o seguinte endereço de correio eletrónico: protecaodedados@proef.com
 
 
6. Segurança
 
A Proef utiliza as medidas de segurança adequadas à proteção dos seus dados pessoais contra a destruição, acidental ou ilícita, a perda acidental, a alteração, a difusão ou o acesso não autorizado, e contra qualquer outra forma de tratamento ilícito. Adicionalmente, exigimos contratualmente que as entidades externas de confiança que tratam dos seus dados pessoais por nós façam o mesmo.
 
 
7. Prazo de retenção e processamento
 
7.1. Os Dados Pessoais dos candidatos são conservados durante 12 meses pela Proef para as finalidades aqui descritas, exceto se existir um prazo superior de conservação de dados imposto por lei.
7.2. Quando os seus dados pessoais já não forem necessários, serão removidos dos nossos sistemas e registos ou mantidos de forma anónima para que não possa ser identificado a partir dos mesmos.
7.3. Os candidatos devem submeter nova candidatura após este período, caso queiram continuar a constar nos arquivos de recrutamento da Proef.